Search
Close this search box.

Temporal atinge várias cidades gaúchas e castiga violentamente município de Sagrada Família

Diego Camargo

Diego Camargo

Vários municípios gaúchos foram atingidos por um forte temporal neste sábado (26). A tempestade deixou rastros de uma destruição jamais vistos no município.

O temporal que ocorreu neste sábado (26) em Sagrada Família/RS deixou cerca de 500 residências, prédios públicos e comerciais danificados. Uma equipe da Defesa Civil está no local auxiliando os gestores municipais. Já foram distribuídos 2400 m² de lonas.

A chuva forte provocou alagamentos em pontos da Grande Porto Alegre e em algumas cidades do interior. Em Santa Maria, os bombeiros atenderam diversas ocorrências de alagamentos e a chuva forte chegou a provocar correnteza nas ruas e cascatas saindo de muros de residências.

O forte temporal atingiu a cidade de Jaboticaba no início da tarde deste sábado (26), provocando estragos em residências.

Conforme o Guia Crissiumal, a ERS-207, entre Crissiumal e Humaitá, ficou interrompida pela queda de árvores sobre a pista, próximo de Vista Nova. Na zona urbana, houve a queda de uma árvore de mais de 25 metros.

Por volta das 18h15 min deste sábado (26) uma chuva rápida acompanhada de ventos com fortes rajadas e queda de granizo pequeno, que durou em torno de 3 minutos, atingiu alguns locais dos municípios de Braga e Redentora.

Os maiores volumes, como era previsto pela MetSul, se deram na faixa central do Estado, em torno do paralelo 30ºS, e áreas próximas logo ao Sul ou ao Norte.

Os volumes de chuva foram muitos altos em diferentes localidades. Os acumulados do dia até às 19h deste sábado nas estações do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) foram de 75 mm em Porto Alegre, 74 mm em Rio Pardo, 70 mm em Ibirubá, 69 mm em Santiago e Tupanciretã, 66 mm em Soledade, 64 mm em São Vicente do Sul, 58 mm em Alegrete, 57 mm em Santa Maria, 56 mm em São Gabriel, 47 mm em Campo Bom e 43 mm em Bento Gonçalves.

Na rede do Centro Nacional de Prevenção de Desastres foram observados acumulados ainda mais altos neste sábado até às 20h com 120 mm em Candelária, 112 mm em Lagoa Bonita do Sul, 97 mm em Lajeado, 94 mm em Estrela, 88 mm em Cruzeiro do Sul e Venâncio Aires, 85 mm em São Jerônimo, 81 mm em Viamão, 80 mm em Porto Alegre, 73 mm em Teutônia, 70 mm em Soledade, 68 mm em Alvorada e São Borja, 67 mm em Alegrete, 64 mm em Encruzilhada do Sul, 62 mm em Fontoura Xavier, Nova Palma e Itaqui e 61 mm em Arroio do Tigre, Cachoeira do Sul e Ivorá.

Fotos: Jornal Folha da Produção

PREVISÃO DO TEMPO

O domingo ainda será de instabilidade no Rio Grande do Sul com muitas nuvens e chuva em parte do Estado. Chove em quase todo o território gaúcho no começo do dia, mas ao longo do domingo a instabilidade tende a se concentrar no Norte e no Nordeste gaúcho com pancadas ainda localmente fortes e altos volumes isolados.

Segundo a MetSul Meteorologia, o sol aparece com nuvens no Rio Grande do Sul na segunda-feira com uma potente massa de ar polar se instalando no território gaúcho. O frio será intenso de manhã cedo e no final do dia e mesmo à tarde a temperatura estará muito baixa com máximas inferiores a 10ºC em muitas cidades. O vento soprará com rajadas, o que vai determinar sensação térmica de muitíssimo frio.

Fonte: MetSul Meteorologia │ Vídeos: Divulgação/Redes Sociais