Search
Close this search box.

SC: pai confessa que estrangulou filha de 5 anos, veja detalhes

Diego Camargo

Diego Camargo

Ubiratan Luis Modrock, pai da menina de 5 anos estrangulada em Guaramirim neste sábado (12), confessou o crime à Polícia Civil. Segundo a investigação, Evelyn Vitória Modrock foi assassinada com uma camiseta.

O homem de 39 anos tentou se passar por vítima do crime quando a Polícia Militar chegou no local. O crime ocorreu no bairro Escolinha pela manhã. A menina já estava sem sinais vitais quando os bombeiros chegaram.

Ainda considerado suspeito, Ubiratan estava com uma faca e ferido. Ele tinha um corte no pescoço e outro no punho. A suspeita é que ele tenha tentado se matar. Ele foi levado ao hospital São José pelo Samu antes de ir para a delegacia.

Motivação do crime

Inicialmente, o pai não confessou o assassinato. Desesperado, inventou que outro homem teria invadido a casa durante a madrugada e o atacado com uma faca. Evelyn teria sido morta enquanto ele estava desacordado.

Ele chegou a ligar para uma vizinha na manhã de sábado, tentando sustentar a história. A mulher o ajudava cuidando de Evelyn. A mãe da menina, que não mora mais com eles há cinco meses, ainda não foi ouvida.

Após ser confrontado com evidências da casa e conversar com outra filha, de 20 anos, ele acabou admitindo ter cometido o crime. A motivação teria sido que a menina estava sofrendo muito após Ubiratan se separar da mulher.

Menina brincou com vizinhos antes de morrer: ‘ainda sorriu’

Ubiratan costumava ter uma relação boa com os vizinhos de Guaramirim, no Norte de Santa Catarina. Após ele se separar da esposa, no entanto, a comunidade começou a perceber alterações no comportamento da menina.

“Foi quando começou o problema. Ele não deixava a ex-esposa ficar com ela”, relata o vizinho Pedro Henrique Mascari, que tem uma criança da mesma idade de Evylin. As duas costumavam brincar juntas.

“A gente foi percebendo que a menininha foi começando a ficar meio doentinha, meio desanimada”, conta Pedro, que a viu pela última vez na sexta-feira (11) à tarde. Na ocasião, ele apontou para um balão que voava no céu. “Eu o mostrei para ela. Ela estava meio tristinha, mas ainda sorriu”.

Segundo o vizinho, Ubiratan costumava dar uma série de desculpas para não deixar a mãe ver a filha: “Ele saia, levava a menina junto”.

“Ele confessou que tirou a vida da filha usando uma camiseta dele. Teria estrangulado a criança na madrugada. Depois disso, usou uma faca para tentar tirar a própria vida, cortando os pulsos e o pescoço”, falou o delegado Paulo Reis Venera, da Polícia Civil de Jaraguá do Sul.

Fontes: O Município e ND+ │ Fotos: Facebook


Menina de 3 anos morre ao cair em cisterna de 30 metros

Uma menina de 3 anos morreu, neste sábado (12/6), após cair em uma cisterna de 30 metros de profundidade, em um sítio em Baldim, região metropolitana de Belo Horizonte/MG.

Ela foi identificada pelas iniciais S. V. F. J.

Antes da chegada dos bombeiros, no entanto, o pai da criança, de 37 anos, tentou resgatar a filha, mas também caiu no poço.

A corda usada na tentativa de salvação teria se arrebentado, e o homem despencou.

Ele foi retirado pelos militares com uma fratura no braço direito e algumas contusões.

Em seguida, o pai foi conduzido à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da cidade mineira.

O Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais não soube informar, entretanto, como a criança caiu na cisterna.

“Nossas equipes também não conseguiram verificar se havia alguma confraternização antes do ocorrido ou se o pai estava embriagado”, esclareceu a corporação, em nota divulgada à imprensa.

Fonte: Metrópoles │ Foto: Reprodução