Search
Close this search box.

Santa Catarina: mulher foi morta a facadas para pastor ficar com a amante

Diego Camargo

Diego Camargo

A Polícia Civil esclareceu ontem, quinta-feira (22), o homicídio de Mariane Kelly dos Santos, de 35 anos, que foi morta a facadas em Navegantes/SC. O marido da vítima, que é pastor, planejou e coordenou o crime para ficar com a amante, que executou o delito. O corpo de Mariane foi encontrado no dia 9 de abril, no Rio Itajaí-açu, com mais de vinte perfurações a facas.

Segundo a Polícia Civil, três pessoas suspeitas do crime foram presas em cumprimento a mandados de prisão temporária. Além do pastor e sua amante, um homem, que é genro da suspeita também foi preso, por auxiliar na execução de Mariane.

A Polícia Civil ainda informou, que além dos três suspeitos já presos, houve a participação de um adolescente que fugiu após o crime para Recife/PE e não foi localizado. A suspeita e o genro foram presos também em Recife, na manhã desta quinta-feira pela equipe da DENARC da Polícia Civil do Estado de Pernambuco. O marido da vítima foi localizado e preso pela equipe da Divisão de Investigação Criminal (DIC/PCSC), no bairro Cordeiros, em Itajaí.

As investigações, conduzidas por policiais civis da DIC/PCSC de Itajaí, concluíram que o crime foi praticado para que o casal ficasse com a casa e o patrimônio da vítima. Após a morte, o pastor e a amante viveriam juntos, para usufruir os bens de Mariane.

Conforme a Polícia Civil, os outros dois envolvidos receberam a promessa de pagamento de R$ 2.500,00 cada um deles. Todos os investigados, exceto o marido da vítima e o menor que ainda não foi localizado, confessaram a prática do crime durante interrogatório policial, dando detalhes.

Os suspeitos foram presos por força de prisão temporária expedida pela 2ª Vara Criminal de Itajaí e permanecerão à disposição da Justiça. O inquérito policial será concluído nos próximos dias com pedidos de conversão das prisões temporárias em preventivas.

Fonte: ClicRDC │ Foto: Divulgação/Arquivo Pessoal