REGIÃO TURÍSTICA TERMAS E LAGOS

Diego Camargo

Diego Camargo

[vc_row][vc_column width=”1/2″][vc_column_text css=”.vc_custom_1527948751641{margin-left: 15px !important;}”]No último dia 23 de maio, na URI Campus de Erechim, aconteceu um evento coordenado pela Governança Regional da Região Termas e Lagos. Pela parte da manhã a Técnica em Turismo da SEDACTEL (Secretaria Estadual de Cultura, Turismo, Esporte e Lazer) Cristina Beatriz Queirolo Feijó falou sobre o processo de Regionalização. De acordo com orientações do MTur (Ministério do Turismo) e da própria Secretaria de Estado, os interlocutores dos municípios presentes tiveram um momento para aprofundar informações e tirar dúvidas.

[/vc_column_text][/vc_column][vc_column width=”1/2″][prime_cq_vc_gallery images=”7146″ itemwidth=”240″ offset=”4″ minwidth=”240″ notification=””][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column][vc_column_text css=”.vc_custom_1527948867359{margin-left: 15px !important;}”]No ano de 2019, com as novas administrações públicas Estaduais e Nacional haverá uma atualização do Mapa Turístico Brasileiro, e alguns pré requisitos vão mudar, para o próximo ano, todos os municípios que tiverem interesse em ser regionalizados devem obrigatoriamente possuir o Conselho Municipal de Turismo em funcionamento.

Na região Termas e Lagos, dos 32 Municípios, 19 são regionalizados, sendo eles: Aratiba, Áurea, Centenário, Entre Rios do Sul, Erebango, Erechim, Floriano Peixoto, Getúlio Vargas, Ipiranga do Sul, Itatiba do Sul, Jacutinga, Marcelino Ramos, Mariano Moro, Paulo Bento, Ponte Preta, Quatro Irmãos, Severiano de Almeida, Três Arroios, Viadutos.

Na oportunidade, Cristina também falou da “importância de ter uma governança regional estruturada fisicamente, tecnicamente e institucionalmente para articular parcerias e apoios, fazer planejamento, executar e desenvolver. Que o objetivo da governança é “a visão regional de cooperação”. Para isso “a decisão estratégica para uma boa governança regional é a pró atividade, decisão política, respeito à cultura local e coerência com a expectativa de desenvolvimento da sociedade.”

[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column][prime_cq_vc_gallery images=”7147″ itemwidth=”240″ offset=”4″ minwidth=”240″ notification=””][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column][vc_column_text css=”.vc_custom_1527948882480{margin-left: 15px !important;}”]A Técnica em Turismo destaca ainda, “que é necessário uma organização regional e um comprometimento dos municípios quanto as informações, é de extrema importância. O Escritório Regional que será implantado e terá sede no município de Erechim, colocará a região no mercado”. Concluindo a sua fala, Cristina salientou “que não existe um modelo de escritório padrão ou ideal e que os municípios que não estiverem no mapa turístico não receberão recursos”.

Vindo ao encontro disso, no mesmo dia, pela parte da tarde com a coordenação do Professor Júlio Brancher, Secretário Executivo do Credenor, a pauta foi o projeto decorrente da Consulta Popular 2017, cujo a Região Termas e Lagos foi contemplada com um recurso de aproximadamente R$ 170.000,00, esse recurso vai ser utilizado para a instalação do escritório regional de Turismo da Região Termas e Lagos, além da confecção de vídeo institucional e materiais de divulgação da região, através dos municípios regionalizados.

A microrregião da grande Getúlio Vargas, esteve representada no evento pela Extensionista da Emater de Ipiranga do Sul, Renata Bombana, Ivete de Zorzi, representante do Grupo de Turismo Rural “Caminho das Cores, Flores e Sabores” também de Ipiranga e pela Turismóloga de Getúlio Vargas, Andreza Soccol.[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]