Search
Close this search box.

Prisões: morto em briga familiar comemorava o aniversário do filho; Em Carazinho, mulher é presa suspeita de homicídio

Diego Camargo

Diego Camargo

O homicídio de Cesar Pontes Pilantir, esfaqueado após uma discussão familiar no Bairro Pinheirinho, em Chapecó/SC, foi esclarecido pela Polícia Civil na quinta-feira (29). A vítima, de 35 anos, morreu no hospital após ser esfaqueada por volta das 23h do dia 18 de abril, um domingo. De acordo com a Polícia Civil, o homem participava da comemoração do aniversário do filho quando foi agredido.

A investigação sobre o homicídio aconteceu através da Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Chapecó. De acordo com o delegado Luiz Schaefer, responsável pelo caso, o trabalho da Polícia Civil começou logo após o crime e a investigação foi concluída em dez dias.

Segundo a Polícia Civil, o homem foi agredido na região do abdômen. Na ocasião, além da comemoração pelo filho de Paulo, a família também celebrava o aniversário do cunhado dele – suspeito do crime. A investigação apontou que a vítima e o suspeito discutiram por questões familiares, momento em que este pegou uma faca na cozinha e escondeu na manga do casaco.

Ainda de acordo com a Polícia Civil, o homem se aproximou de Paulo e esfaqueou-o no abdômen. Após o crime, ele fugiu do local. A vítima chegou a ser socorrida e conduzida ao Hospital Regional do Oeste – entretanto, não resistiu e veio a óbito durante a madrugada do dia seguinte (19 de abril, segunda-feira).

Conforme o Delegado Luiz Schaefer, após a fuga do suspeito, a Polícia Civil representou pela prisão temporária dele – que foi deferida pelo Poder Judiciário. Ele foi preso em via pública na última terça-feira (27), e encaminhado ao Presídio, onde permanece à disposição da Justiça.

Fonte: Clic RDC


No final da tarde de quinta-feira (29), a Equipe de Investigação da Delegacia de Polícia de Carazinho/RS realizou a Prisão Preventiva de uma mulher de 30 anos, investigada como sendo a autora do homicídio de Margarete Ribeiro da Rocha, 45 anos.

O corpo de Margarete foi encontrado por volta do meio-dia da terça-feira, dia 27, na Rua São Miguel com Marechal Hermes, próximo ao Cemitério da Glória, em uma vegetação, coberto com folhas de bananeiras e um ferimento na cabeça. Uma pedra grande foi localizada próximo, com sangue, levando a crer que tenha sido o objeto usado no crime.

A polícia civil ainda não divulgou detalhes a respeito da motivação do homicídio.

Fonte: Portal Gazeta 670