Search
Close this search box.

Polícia Civil investiga morte de menino de 8 anos em Carazinho

Taiana Camargo

Taiana Camargo

A morte de um garoto de 8 anos, residente em Carazinho, ocorrida em um hospital de Passo Fundo no dia 26 de outubro, está sob investigação da Polícia Civil. A mãe da criança forneceu seu depoimento à PC, onde relatou que encontrou seu filho caído na residência da família, com uma corda de nylon amarrada ao pescoço. A criança recebeu atendimento médico inicialmente no Hospital de Caridade de Carazinho (HCC) e, posteriormente, foi transferida para Passo Fundo, onde veio a falecer.

Embora o incidente tenha sido registrado em Passo Fundo, a investigação foi transferida para Carazinho, sob a responsabilidade da Delegacia de Proteção aos Grupos Vulneráveis (DPPGV). O Delegado Leandro Antunes, que está substituindo a Delegada Titular da DPPGV, que se encontra de férias, informou à imprensa que a polícia aguarda o laudo da necropsia e o retorno da Delegada Titular para se manifestar sobre o caso e evitar possíveis distorções que vêm ocorrendo.


Este caso tem gerado várias especulações. No entanto, segundo a apuração do Grupo Gazeta de Carazinho, a mãe da criança relatou que, no final de semana anterior à tragédia, seus filhos, incluindo a vítima de 8 anos e um irmão de 6 anos, estavam brincando com um cadarço de sapato ao redor do pescoço. No dia da morte, quinta-feira (26), a criança teria repetido a brincadeira, desta vez usando um fio de nylon de varal. A mãe levantou a suspeita de que seus filhos estavam tentando imitar algo que possam ter visto na internet, mas não pôde fornecer detalhes sobre o que era, nem se houve interação pela internet com outras pessoas. A criança foi sepultada na sexta-feira (27) no Cemitério Municipal de Carazinho.

 

Informações Rádio Sarandi