Search
Close this search box.

Coluna Franciane Fioatto Schuster: Frustração em tempos de pandemia

Diego Camargo

Diego Camargo

Diante deste cenário de isolamento social ou distanciamento, muitos sentimentos afloram nosso cotidiano, um deles tem se mostrado bastante presente, a frustração. Esse sentimento é uma resposta aquilo que a pessoa não consegue alcançar, faz a elaboração de uma expectativa e não consegue superar o obstáculo que está impedindo de concretizar os planos, com isso, surge também a tristeza, raiva, irritação, impaciência e a pessoas se sentem impotente diante da realidade.

Em decorrência da pandemia muitos planos particulares, sonhos e realizações foram adiados, o tão sonhado casamento, a viagem de férias, a gestação, o negócio, a formatura, acompanhar o nascimento de um filho ou mesmo uma despedida. As situações são distintas, os sentimentos são diferentes mas o desejo é um só, conseguir realizar o que se estabeleceu como objetivo.

A frustração se torna importante, pois possibilita que se busque novas formas de alcançar o que se deseja, porem, muitas vezes, nem sempre aquilo que queremos é essencial. O termo frustração parece algo negativo, mas faz parte da nossa vida. Quem tem desejo de alcançar algo, cedo ou tarde vai se deparar com a frustração.

Somos seres desejantes, e a elaboração de todos estes sentimentos tem a ver com nossa maturidade emocional, quando o sentimento de frustração ocorre, cada um tem de decidir se transforma em punição da vida ou, reage, transformando o sentimento de impotência no despertar para impulsionar a mudança, criando habilidades para superar o momento, este processo é necessário para o amadurecimento psíquico e para a integração de nossa personalidade, bem como, nosso equilíbrio emocional.

Nesse momento de baixa imunidade psíquica saber lidar com os momentos difíceis e adversos da vida nos fortalece, promove amadurecimento e aceitação, tudo isso faz parte dos ciclos de crescimento e aprendizagem. A vida tem seus altos e baixos, aproveite para refletir o que a frustração deste momento está te ensinando sobre seu mundo emocional.

Se você não conseguir olhar com atenção para si, trabalhar seu autoconhecimento e se tratar com o devido respeito e amor, dificilmente alguém fará isso por você. Cuide-se, respeite-se, saiba as suas limitações e se ame muito, simplesmente porque você merece.

Por Franciene Foiatto Schuster