Search
Close this search box.

Confirmada 21 mortes causadas pelas enchentes no Rio Grande do Sul

Taiana Camargo

Taiana Camargo

O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, anunciou que o número de vítimas fatais decorrentes do ciclone extratropical que atingiu o estado na segunda-feira, 04, aumentou para 21. Destas, 15 tragédias ocorreram na cidade de Muçum, localizada na região central do estado.

Segundo informações da Defesa Civil estadual, durante a vistoria de uma residência realizada nesta terça-feira, 05, o Corpo de Bombeiros localizou 15 corpos. Além disso, outras seis mortes foram confirmadas entre segunda, 04, e esta terça-feira, em municípios do Norte do RS.

Muçum sofreu com uma inundação que afetou mais de 85% da cidade devido ao aumento do nível do rio que abrange a região. Muitos moradores precisaram ser resgatados de telhados e sótãos de suas casas. O centro da cidade foi completamente alagado, afetando residências, escolas, comércios e hospitais.


Por questões de segurança, a energia elétrica na cidade foi desligada, e o serviço de telefonia também está inoperante. Todos os quatro acessos por estradas para o município estão interditados.

Durante a manhã desta terça-feira, uma parte da ponte Rodoferroviária Brochado da Rocha, que liga Muçum a Roca Sales pela ERS-129, foi arrastada pelas águas do Rio Taquari. A estrutura destinada a veículos foi destruída, embora a parte utilizada pelos trens tenha permanecido intacta. A prefeitura de Muçum informou que o nível do Rio Taquari está diminuindo, mas orientou a população a garantir suprimentos para as próximas 72 horas.

As fortes chuvas causaram alagamentos e danos em mais de 50 cidades, acompanhados por rajadas de vento intensas e aumento do nível dos rios.

 

Informações g1 

Foto Prefeitura de Muçum divulgação