Search
Close this search box.

Cobras aparecem em locais inusitados e assustam moradores de SC

Diego Camargo

Diego Camargo

Só neste fim de semana, duas cobras da espécie dormideira foram encontradas em locais bastante inusitados em Jaraguá do Sul, Santa Catarina.

Uma delas estava enrolada embaixo do assento de uma bicicleta. O ciclista mora na Ilha da Figueira e só percebeu a carona quando estava próximo ao teatro Scar, no bairro Czerniewicz, a cerca de 4 km de distância.

“Ele não faz ideia de como ela se enroscou ali”, afirma o biólogo da Fujama (Fundação Jaraguaense de Meio Ambiente) Christian Raboch. O caso surpreendeu o biólogo, que garante que a espécie é inofensiva. “Fico imaginando o susto do ciclista”, brinca.

Répteis como cobras continuam sendo o principal motivo de chamamento da entidade.

Outra serpente também foi encontrada embaixo de uma cama, no bairro Czerniewicz.

Números

Só em 2021, equipes da Fujama e dos bombeiros já efetuaram mais de 300 resgates de espécies silvestres da fauna local entre aves, répteis e mamíferos. O aumento supera em 83% os primeiros cinco meses do ano anterior.

Mas são os gambás e as cobras que lideram o ranking de animais resgatados na cidade. No inverno, as ocorrências envolvendo corujas também são recorrentes.

Fonte: ND+ │ Fotos: Prefeitura de Jaraguá do Sul


Homem é esfaqueado dentro de igreja durante celebração

Na noite do último sábado (26), um homem foi esfaqueado dentro de uma igreja localizada no bairro Nossa Senhora Aparecida, em Fraiburgo/SC.

A vítima é um homem de 25 anos, que sofreu um corte na mão, perfurações na cabeça e vários ferimentos nas costas. Os ferimentos foram causados por uma faca usada pelo agressor.

Os bombeiros realizaram um curativo na mão do rapaz para conter a hemorragia e depois conduziram o mesmo ao hospital, em Fraiburgo. A Polícia Militar foi acionada, mas o agressor não foi localizado. A motivação do crime não foi informada.

O caso deve ser investigado pela Polícia Civil.

Fonte: Caçador Online │ Foto: Polícia Militar


Irmãos são condenados por esfaquear e atear fogo em homem até a morte

Dois irmãos foram condenados por esfaquear e atear fogo em um homem até a morte em Indaial/SC. A decisão do júri popular foi dada após mais de 15 horas de sessão, na última sexta-feira (25).

Eles eram acusados de assassinato, extorsão e corrupção de menores, mas foram absolvidos do último crime. Somadas, as penas deles chegam a mais de 42 anos de prisão.

A condenação resultou em 16 anos por homicídio triplamente qualificado pelo motivo torpe, meio cruel e sem chance de defesa à vítima e mais 5 anos e 4 meses por extorsão qualificada pelo concurso de pessoas. A prisão deve ser cumprida em regime fechado.

O crime

O assassinato ocorreu no dia 22 de outubro de 2017. A vítima, um homem de 24 anos, após ter sido obrigada a pedir dinheiro, R$ 2,3 mil, à mãe, para pagar uma dívida de drogas, foi morta com pelo menos 15 golpes de arma branca na região do tronco, abdome e dorso.

Na sequência os condenados atearam fogo ao rosto e pescoço da vítima. Um dos réus e a vítima seriam integrantes de uma facção criminosa. A decisão do Conselho de Sentença, formado por sete jurados, saiu na madrugada de sexta-feira, após mais de 15 horas de sessão do Tribunal do Júri.

Fonte: O Município