Search
Close this search box.

Celulares apreendidos em presídio gaúcho são entregues para estudantes carentes acompanhar aulas no ensino remoto

Diego Camargo

Diego Camargo

O Ministério Público de Venâncio Aires/RS entregou para a Secretaria Municipal de Educação, nesta segunda-feira (14/6), 105 celulares relacionados ao Projeto Alquimia II. Os aparelhos foram apreendidos na Penitenciária Estadual de Venâncio Aires (Peva) e restaurados pela PUCRS para serem entregues a estudantes em situação de vulnerabilidade social.

Na cerimônia, que ocorreu na Promotoria de Justiça de Venâncio Aires e seguiu todos os protocolos sanitários, o promotor de Justiça Pedro Rui da Fontoura Porto entregou os smartphones para o secretário municipal de Educação, Émerson Eloi Henrique. Também estiveram presentes representantes da Peva.

O Projeto Alquimia II destina smartphones apreendidos na rede prisional e em outros contextos de criminalidade a estudantes da rede pública de ensino que não têm recursos para acompanhar as aulas no ensino remoto, que é o modelo implementado pelo Estado durante a pandemia.

Iniciado em Osório no ano passado, o Alquimia II logo foi replicado por outras Promotorias de Justiça, mas alguns municípios do interior tinham dificuldades em encontrar mão de obra especializada em fazer os reparos e formatar os aparelhos. Para transpor esse obstáculo, o MPRS assinou um termo de cooperação com a PUCRS e, na sequência, as universidades URI e Unijuí também aderiram ao programa, que prevê a restauração destes celulares para acesso à internet e utilização de aplicativos para acompanhar as aulas virtuais.

Fonte: Agora no Vale/Grupo APNI RS