Search
Close this search box.

Baterista de NH é encontrado e homem com problemas auditivos de Erechim desaparece

Diego Camargo

Diego Camargo

[vc_row][vc_column][vc_column_text css=”.vc_custom_1551198521255{margin-left: 15px !important;}”]Em uma publicação no Facebook, a família de Mauro Rechenmacher, o Maurinho Drummer, confirmou que o baterista foi localizado na manhã desta terça-feira. A informação também foi confirmada pelo agente da banda Os Irmãos Machado.

A informação inicial é de que Mauro foi encontrado, caminhando, por uma rua do bairro Canudos, onde mora, por volta das 10 horas.

A Delegacia de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP), que investigava o desaparecimento do baterista Mauro Rechenmacher, o Maurinho Drummer, informou que o músico sumiu de casa voluntariamente.

Confira a nota publicada pela irmã do músico

A família de Maurinho Drummer vem a público informar a localização do mesmo, ao mesmo tempo em que agradece imensamente a todos os amigos, órgãos de imprensa que se manifestaram ou contribuíram para o desfecho positivo dos fatos. Agora estamos adotando algumas medidas legais pertinentes ao fato concreto, bem como, buscar soluções que o caso em particular requer, para que se restabeleça o curso normal de vida da família.
A família agradece mais uma vez a todos, salientando que nestas horas é de extrema importância a união das pessoas de bem da sociedade. Que Deus abençoe a cada um. Muito obrigado mesmo.


Na manhã de hoje, a Brigada Militar localizou o Fiat Palio pertencente ao baterista, que estava desaparecido desde a última sexta-feira. O carro foi encontrado na rua América, paralela as rua Bom Princípio e Bartolomeu de Gusmão. A rua América também é onde fica localizado o campo do Americano.

Maurinho é baterista e conhecido no mundo da música tradicionalista. Ele é baterista do cantor mirim Thomas Machado, de Estância Velha.

Fonte: O Diário da Encosta da Serra[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column][vc_separator][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column][vc_column_text]

Erechim: homem com problemas auditivos está desaparecido

[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column][vc_masonry_media_grid element_width=”3″ grid_id=”vc_gid:1551198689476-89c88a13-2c12-7″ include=”10319″][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column][vc_column_text css=”.vc_custom_1551198193086{margin-left: 15px !important;}”]Um homem de 35 anos está desaparecido desde às 01h30min desta segunda-feira, 25. André Lucio Bukoski teria sido visto pela última vez no bairro Estevão Carraro em Erechim, oportunidade em que saiu de casa usando bermuda, e chinelo.

Segundo informações, o rapaz que seria surdo, morava sozinho e não levou documentos nem mesmo celular.

André teria participado de uma atividade em uma igreja no sábado à noite e segundo relatos estava feliz. No domingo teria tido um desentendimento com a namorada.

Não há conhecimento se o rapaz teria problemas com álcool ou drogas nem mesmo se tinha algum problema de saúde.

O registro do desaparecimento foi realizado na Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento de Erechim na manhã desta terça-feira, 26. Qualquer informação que leve ao paradeiro de André Lucio Bukoski pode ser repassada para a Brigada Militar através do fone 190 ou para a Polícia Civil pelo do número 197.

Fonte: Atmosfera Online por Leandro Vesoloski[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column][vc_separator][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column][vc_column_text]

Estado registra primeiro caso autóctone de Zika Vírus, em 2019

[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column][vc_column_text css=”.vc_custom_1551197881879{margin-left: 15px !important;}”]A Secretaria Estadual de Saúde divulgou nesta manhã o primeiro caso autóctone (contraído dentro do Estado) de Zika Vírus, em 2019. Uma jovem, de 17 anos, residente em Gravataí, começou com os sintomas em 7 de janeiro, apresentando dor ocular e visão turva. Ela não realizou nenhuma viagem para fora do Estado. Internada no Hospital Conceição, foi diagnosticada com neurite ótica.
Como o hospital é sentinela para doenças neurológicas causadas por arbovírus (vírus transmitidos aos humanos por intermédio de insetos), amostras de seus exames foram encaminhadas ao Laboratório Central de Saúde Pública, com resultado obtido em 21 de janeiro, positivo para a doença. Após o resultado reagente para Zika Vírus, o Programa Estadual do Controle da Dengue entrou em contato com a Prefeitura de Gravataí e com a 2ª Coordenadoria Regional de Saúde para que seja iniciada a investigação do caso. O trabalho começou em 22 de janeiro, que confirmou o caso como autóctone.

SINTOMAS DA ZIKA
* Febre baixa (entre 37,8° e 38,5°C)
* Dor nas articulações, especialmente mãos e pés, com possível inchaço
* Dor muscular
* Dor de cabeça e atrás dos olhos
* Erupções cutâneas, acompanhadas de coceira. Podem afetar o rosto, o tronco e alcançar membros periféricos, como mãos e pés
* Conjuntivite

TRANSMISSÃO E COMPLICAÇÕES
O zika vírus se reproduz através do mosquito da dengue. As grávidas devem ter muita atenção e se proteger contra picadas de mosquito, por que a zika pode ser transmitido para o feto trazendo graves consequências para os bebês como microcefalia. Complicação mais rara em adultos é a síndrome de Guillain-Barré podendo causar fraqueza em braços e pernas, paralisia de músculos e parada respiratória. Tanto microcefalia quanto a síndrome podem gerar danos permanentes.

PRECAUÇÕES CONTRA ZIKA E DENGUE
* Evite deixar água parada.
* Coloque areia nos vasos de flores.
* Limpe as calhas de chuva
* Proteja as janelas com telas.
* Não jogue nem deixe lixo acumular nas ruas
* Uso repelente.

Fonte: Olhar Gravataí[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]